Terça, 14 Julho 2020 20:41

Ecossistema da Música: o case do desempenho orgânico do single Braba, de Luísa Sonza Destaque

Escrito por Redação Mundo da Música
Avalie este item
(1 Votar)
O Mundo da Música analisou o Ecossistema da Música que envolve, de forma orgânica, a canção "Braba" de Luísa Sonza O Mundo da Música analisou o Ecossistema da Música que envolve, de forma orgânica, a canção "Braba" de Luísa Sonza Divulgação

 

Por meio de tantas plataformas e meios para o consumo musical, o conceito de "Ecossistema da Música" muito trabalhado pelo YouTube, consegue sinalizar a pluralidade que o digital pode fornecer para uma música.

Às vezes, a análise apenas numérica de um single, por exemplo, leva a um esvaziamento dos números e o conceito de "sucesso" que é totalmente flexível; não deve ficar preso simplesmente aos números na escala de milhões.

O entendimento de "Ecossistema da Música" nos revela as diferentes formas e públicos que uma canção pode atingir, de maneira orgânica, por meio de um elo de identificação entre a música e o consumidor. É essa representatividade que gera inúmeros conteúdos e aumentam o diálogo sobre a música, que são muito importantes.

Refletindo sobre esses aspectos, o Mundo da Música selecionou a música "Braba" (Luísa Sonza, Arthur Marques, DJ Thai, Diego Timbó & Aisha), interpretada por Luísa Sonza, artista da Universal Music Brasil, para analisar os caminhos que um single pode percorrer de forma orgância e possuir bons resultados.

Essa música foi lançada durante o início da Pandemia, no dia 18 de março, juntamente com o clipe, completando 4 meses nesta semana (18) - a pandemia da Covid-19 foi anunciada pela OMS no dia 11 de março - e possuiu um planejamento completo entre as principais plataformas da atualidade, permanecendo no TOP 15 do Spotify TOP 200. 

No recorte para a Análise, o MM analisou três plataformas principais para a música: YouTube, Spotify e TikTok para exemplicar o desempenho da canção dentro de uma lógica orgânica. 

Outros aspectos poderiam ser incluídos em uma análise maior, como: mídia espontânea, outras plataformas de streaming, citações em redes sociais, maior número de playlists dos fãs, correlação entre single versus redes sociais, entre outros. Contudo, em nossa análise, focamos em um contexto menor do ecossistema, permitindo que o diálogo fosse mais próximo da realidade de qualquer artista, principalmente independente.

YouTube

O clipe foi lançado no dia 18 de março, quarta-feira, após o single ser disponbilizado nos primeiros minutos do dia. Em meio a um período de pessimismo e muitas incertezas, com o início do cancelamento dos shows e eventos por causa da pandemia da Covid-19, o lançamento acompanhou as oscilações de consumo musical do período e manteve as frentes de engajamento orgânico, principalmente por meio de coreografias.

Ao longo dos quatro meses de lançamento, a música foi consumida como: paródia, mashup (união de duas ou mais músicas em uma releitura), remix, cover, apenas a letra, entre outras formas.

Confira abaixo:

 

Spotify


Além do próprio desempenho do próprio single e a presença nos principais ranking, no Spotify e em outras plataformas de streaming, o Ecossistema da Música pode ser analisado a partir da presença do single em uma playlist pessoal.

Que é um engajamento totalmente orgânico e está ligado com subnichos que uma música pode dialogar: lançamentos pop, lançamentos brasil, pop funk, entre outros.

Confira abaixo:

 

TikTok


O TikTok, um dos principais aplicativos da atualidade, possui um engajamento orgânico expressivo que também reflete no desempenho do single em outras plataformas, saiba mais aqui.

Por meio de challenges, creators da plataforma e o público em geral, o single só analisando o ecossistema do principal desafio, o #BrabaChallenge, possui mais views do que o próprio clipe no YouTube.

Veja mais:

 

Principais Insights 


Analisando Braba, podemos ter mais claro a força do conceito da comunidade dentro do Digital e das possibilidades de conversa que podem ser criadas.

Um único single pode gerar inúmeras conversas e, se forem bem conduzidas, impactar novas pessoas, além de fortalecer a base de fãs antiga.

Com isso, não estamos afirmando que todo o single deve seguir um padrão - muito pelo contrário - mas, que uma música pode seguir por variados caminhos, desde que corresponda com a verdade e a mensagem que o artista deseja passar.

Se for uma música e clipe que possuem a letra da música como um fio norteador, alguns diálogos poderão acontecer: os bastidores da canção, as referências musicais do artista, os arranjos escolhidos, tutoriais sobre como tocar essa música no violão ou piano, entre outros.

O single "Braba" foi a primeira música de Luísa Sonza em 1º lugar no Spotify e também o single mais ouvido da carreira da artista, um case de sucesso com várias e expressivas vertentes ao longo de quatro meses de lançamento.

Os caminhos e as maneiras que uma música pode tocar um consumidor são únicos, basta ter claro no planejamento, quais trajetórias serão escolhidas.

Última modificação em Quinta, 16 Julho 2020 19:35

2 comentários

  • Link do comentário Marina Mattoso Domingo, 19 Julho 2020 16:33 postado por Marina Mattoso

    Matéria muito interessante! Orgulho em fazer parte do time de colunistas deste portal.

  • Link do comentário Julio Salinas Quarta, 15 Julho 2020 17:52 postado por Julio Salinas

    Matéria excelente, parabéns e obrigado.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.