Terça, 10 Abril 2018 16:49

Com a popularização dos documentários, ainda vale optar pela produção do DVD?

Escrito por Redação MM
Avalie este item
(0 votos)

Em outubro de 2017, nós falamos aqui que a produção dos documentários estavam ganhando destaque no mercado da música. E realmente, parece que essa produção audiovisual virou tendência.

Há semanas, falamos sobre o documentário da cantora Pitty disponível no YouTube. Temos também o documentário da Pabllo Vittar exclusivo na Apple Music , que fala sobre sua trajetória, sonhos e ascensão como cantora pop.
E recentemente, o colunista Flávio Ricco, anunciou que a Anitta ganhará um documentário que será exibido pela Netflixl aos moldes do documentário da Lady Gaga, envolvendo aspectos pessoais e da carreira.

Simultaneamente, após o “boom” das produções de DVD, sentimos uma queda expressiva dessas criações. Podemos explicar esse fenômeno através do viés financeiro, mas também, alguns elementos nos chamam atenção: o lado pessoal do artista somado ao instantâneo.

Tão importante quanto o material profissional do artista é a sua história. Os bastidores ganharam (ainda mais) holofotes e as Redes Sociais ajudaram esse processo.

E ao invés das mega produções, que envolviam uma equipe enorme, tudo pode ser resolvido instantaneamente através de um celular, com poucos cortes e edições: esse é o poder do instantâneo e o documentário traz essa gama de possibilidades.

E o que você acha? Ainda vale pensar no DVD ou o documentário atualmente é a melhor opção? 

1 Comentário

  • Link do comentário vwetuKnipT Segunda, 06 Abril 2020 00:17 postado por vwetuKnipT

    female viagra ingredients how to use viagra properly viagra vs cialis viagra prank coffee with viagra

    women on viagra slut fucking after taking viagra [url=https://viagrnetwork.com/#]buy viagra online [/url] does viagra show up in probation urine test female viagra pranks are they staged

    https://viagrnetwork.com/# - viagra in action

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.