Quarta, 13 Novembro 2019 16:55

A era da experiência: entenda a relação entre o novo recurso do Instagram semelhante ao TikTok e a música Destaque

Escrito por Redação MM
Avalie este item
(0 votos)
Instagram lança recurso 'Cenas' semelhante ao TikTok entenda a relação com a era da experiência e a música Instagram lança recurso 'Cenas' semelhante ao TikTok entenda a relação com a era da experiência e a música Reprodução

O dinamismo do digital e das Redes Sociais é tão constante que diante de atualizações das plataformas, lembramos de uma frase célebre utilizada pelo considerado pai da Química Moderna, Lavoisier, para o príncipio das conservação das massas: "Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma".

A partir do pensamento de Lavoisier, pedimos licença para seguir a mesma lógica no mercado digital que a música está totalmente inserida.

Nos últimos anos, vimos o Instagram se apropriando do diferencial do SnapChat - vídeos curtos, com duração de 24h de exibição - e ontem (12), no evento Instagram Summit Brasil a plataforma lança o "Cenas" uma ferramenta muito semelhante ao dinamismo promovido pelo TikTok e uma das especificidades que impulsionam a sua popularidade.

Contudo, ao analisarmos essas características o Mundo da Música observou que o centro dessas transformações nas plataformas envolve um forte elemento: a experiência.

De acordo com o estudo CX+ Brasil, 47% dos brasileiros, por exemplo, preferem gastar com experiências do que em posses materiais.

Confira todos os detalhes abaixo:

 

Instagram Cenas

Instagram anunciou ontem (12), durante o Instagram Summit Brazil o "Cenas", uma nova ferramenta integrada aos Stories.

A função, em fase de teste e disponibilizada por enquanto apenas no Brasil, permite usar opções criativas para vídeo como música, controle de velocidade, temporizador e a ferramenta fantasma, que possibilita criar transições de cenas com o mesmo personagem em diferentes lugares, função muito semelhante a disponbilizada no aplicativo TikTok.

O lançamento foi antecipado pelo cantor Luan Santana e alguns influencers que testaram a ferramenta, e apresentada pelo diretor de design de produto Ian Silber, durante Instagram Brazil Summit 2019, em São Paulo.

 

 

“Nós achamos que Cenas é uma forma divertida de compartilhar seus momentos com seus amigos”, disse Silber.

A empresa reforçou que a nova função surgiu para atender às demandas de sua comunidade de usuários, tentando ampliar a oferta de opções para edição com música.

 

Resultado de imagem para instagram cenas"

Foto: Instagram Cenas | Créditos: Divulgação

 

A novidade está disponível para celulares Android. Ainda não há previsão de lançamento para iOS.

 

Afinal, o que é essa "Era da Experiência"?

Quando falamos sobre "experiência" automaticamente lidamos com os padrões de consumo e o que de fato as pessoas estão interessadas além do que os produtos e serviços normalmente entregam.

No mercado, essa experiência do cliente, também chamada de 'CX' (Customer Experience) é um dos mais atuais discursos das marcas.

 “CX é um motor para o crescimento, não apenas uma palavra da moda”, afirma Barbara Cador, líder global de CX da Kantar IBOPE Media. “As marcas precisam entender que só com ela conseguirão chegar além", afirma.

As marcas que oferecem uma experiência de alta qualidade ao cliente crescem 247%, afirma o estudo Mastering Momentum.

Esse é apenas um dos dados que a Kantar apresentou durante o Kantar Talks CX, que aconteceu na última semana: Vencendo na Era da Experiência, que reuniu diversas informações coletadas por meio de diferentes pesquisas da empresa e mostrou um panorama atual sobre o tema.

 

CXBRAZIL

Foto: Evento Kantar Talks CX que aconteceu em novembro | Créditos: Kantar IBOPE Media

 

Para analisar as necessidades de clientes por todo o mundo, a Kantar utiliza o Global Monitor, que permite comparar e priorizar oito grandes necessidades dos consumidores em 26 mercados, em diferentes segmentações.

O objetivo é estimular a discussão e servir como um recurso prático e um conjunto de ferramentas para comunicação da marca, planejamento estratégico, desenvolvimento de novos produtos e inovação.

Uma dessa necessidades é “Experiências”. Dentro da sua análise, a Kantar descobriu que 81% das pessoas consideram a experiência uma necessidade; ela é mais importante para centennials (89%) e millennials (86%). 

“Cada vez mais as pessoas buscam por experiências e, no Brasil, este aspecto é muito mais valorizado quando comparado com a média global. Portanto, é fundamental que as marcas sejam criativas em suas abordagens e ativações.

“Apresentar experiências imersivas e inusitadas que permitam as pessoas saírem da rotina e enxergarem a vida sob a perspectiva de uma criança, por exemplo; utilizar a tecnologia para apresentar um mundo novo e diferente, explorar os sentidos e contextualizar o engajamento real para gerar buzz digital são algumas oportunidades e reflexões apresentadas com cases globais e nacionais de marcas que estão na vanguarda da experiência do cliente”, diz Valkiria Garré, CEO da Kantar Insights.

 

Novas formas de interação digital 

De acordo com a Kantar, o crescimento na importância depositada na experiência foi acompanhado pela difusão da internet e uso de aparelhos conectados, o que faz com que o relacionamento com as marcas e a jornada para compra deixe de ser linear.

Os pontos de contato com o consumidor aumentaram e novas formas de interagir estão sendo criadas, seja em mídia ou em ecommerce.

“Entender o que o consumidor realmente busca como experiência é o grande foco. Estamos em um momento do mercado onde a análise simplesmente do público-alvo deixa de fazer sentido se você não estende isso para outras avaliações como contexto do consumidor e o ambiente onde a mensagem é inserida”, afirma Adriana Favaro diretora da Kantar Ibope Mídia.

Concerto, Multidão, Audiência, Pessoas, Músicas

Foto: Experiência em um show | Créditos: Pixabay

 

“O mesmo vídeo, por exemplo, pode apresentar experiências totalmente diferentes dependendo da plataforma em  que aparece seja em uma tela de TV, ou no smartphone, elevador e no cinema. Essas experiências e contextos devem ser levados em consideração quando se planeja mídia nos dias de hoje", afirma.

E o mesmo diálogo é aplicado quando trouxemos a análise da música no ambiente digital.

Ao retomarmos a frase que "Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma", justificamos a atitude do Instagram em buscar uma alternativa semelhante ao TikTok para promover novas formas de experiência na plataforma.

E essa experiência está totalmente ligada à forma com que a música é vista nesse contexto.

O TikTok é uma plataforma que cresce em popularidade a cada dia e aqui no MM já abordamos algumas ações estratégicas de artistas brasileiros, clique aqui e saiba mais.

Clique aqui para conferir o estudo completo realizado pelo Kantar IBOPE Media.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.