Quinta, 04 Junho 2020 21:58

Cerveja Original promove live inédita de Martinho da Vila Destaque

Escrito por Redação Mundo da Música
Avalie este item
(0 votos)
Cantor e compositor Martinho da Vila Cantor e compositor Martinho da Vila Divulgação

A Cerveja Original se une ao cantor e compositor Martinho da Vila, em live inédita, para levar a tradicional roda de samba à casa das pessoas nesse momento de quarentena, no dia 14 de junho, às 15h, no canal oficial do cantor no Youtube.

Na apresentação, o sambista promete abrir a intimidade de seu lar e, para isso, convida todos para um divertido papo recheado de música da melhor qualidade. Entre os destaques do repertório, está garantido o grande sucesso que dá nome à live, “Batuque na Cozinha”. 

O sambista promete um show com clássicos como “Pelo Telefone”, primeiro samba gravado na história da música, até as atuais canções, passando pelos grandes sucessos dos seus mais de 50 anos de carreira. Entre eles, o hino mais atual e necessário para esse período de isolamento social: “Canta, Canta Minha Gente”. Ao longo da apresentação, Martinho vai revelar casos muito curiosos da história do samba.

Durante a live, Martinho vai mostrar que é possível fazer samba com utensílios de cozinha. Prato, frigideiras e até mesmo, uma garrafa de Original vão entrar no batuque do cantor.

“Queremos reforçar o nosso apoio ao ritmo e levar entretenimento para dentro da casa das pessoas”, explica Aline Fernandes, gerente de marketing de Original.

 

 
Em tempo, no Dia Internacional da Mulher, o cantor e compositor Martinho da Vila lançou o vídeo da canção “Ser Mulher”, registrado durante o show comemorativo de seus 80 anos, em 2018, que virou um novo álbum lançado no último dia 12 - data em que o cantor comemorou 82 anos. A música tem versos narrados pela jornalista Glória Maria, que faz o papel do eu-lírico feminino do cantor.

Eu escolhi a Glória Maria para participar da faixa´Ser Mulher´ porque ela é uma representante das mulheres negras e está bem enquadrada na poesia, que fala em adoção de crianças”, explica Martinho sobre o convite feito à jornalista.

“Ser Mulher” é o segundo vídeo liberado do registro ao vivo, fruto do concerto no Theatro Municipal em 2018. O primeiro conteúdo audiovisual divulgado foi a autointitulada “Bandeira Da Fé”. Com o conceito pop-clássico, o espetáculo reúne, através da música, o popular e o erudito.

Dirigido pelo produtor João Wlamir, a peça musical é dividida em dois atos. O primeiro termina com uma exibição da porta-bandeira e do mestre-sala da Unidos de Vila Isabel, dançando um frevo-samba, com a participação de Tunico da Vila. O segundo culmina com um inédito jongo sintonizado, apologia a Zumbi dos Palmares.

A gravação deste DVD foi, e é o meu mais importante trabalho realizado no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, só comparável ao Concerto Negro. A Sony Music colocou uma boa iluminação feita pelo Antônio Antunes e o Bruno Murtinho fez uma excelente capitação de imagem, tudo coordenado pelo Diretor teatral João Wlamir. A Orquestra Filarmônica do Rio, regida pelo Maestro Leonardo Bruno e a banda de músicos populares, dirigidos pelo violonista Gabriel de Aquino, são os grandes destaques”, contou o cantor sobre o projeto.

Martinho da Vila recebeu o rapper Rappin Hood e a pianista Maíra Freitas. Quem o acompanha no palco são os músicos Gabriel de Aquino, Alaan Monteiro, João Rafael, Gabriel Policarpo e Bernardo Arias, além da Orquestra Filarmônica do Rio, sob a regência do Maestro Leonardo Bruno e abertura na voz de Gloria Maria.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.