Sexta, 23 Agosto 2019 12:41

Música Nacional corresponde a 72% dos impactos no Rádio, aponta levantamento da Kantar IBOPE Media e Crowley Destaque

Escrito por Redação MM
Avalie este item
(0 votos)
Os gêneros nacionais corresponderam a 72% dos impactos no rádio, de acordo com levantamento da Kantar IBOPE Media e da Crowley Os gêneros nacionais corresponderam a 72% dos impactos no rádio, de acordo com levantamento da Kantar IBOPE Media e da Crowley Pixabay

A Kantar IBOPE Media e a Crowley, empresa especializada em monitoramento eletrônico de broadcast de áudio, realizaram estudo que combina a medição de audiência do meio e a execução de músicas em 13 regiões metropolitanas, de janeiro a abril deste ano, levando em conta dados de 150 emissoras em comum na cobertura de ambas as empresas.

Entre os ouvintes de rádios é quase uma unanimidade: 93% deles dizem escutar música, segundo dados do Target Group Index.

“A música está presente na jornada do consumidor, no trânsito, no trabalho e em casa. Entender quais gêneros, artistas e músicas engajam o maior número de ouvintes é essencial para a estratégia de programação das emissoras de rádio”, afirma Adriana Favaro, Diretora Comercial de Veículos da Kantar IBOPE Media.

Foram identificados 62,9 bilhões de impactos, sendo que, destes, 72% correspondem a músicas nacionais.

O gênero sertanejo, representado por 7 dos 10 artistas mais escutados nas rádios, lidera com mais de 18 bilhões de impactos, 67% maior que o pop internacional, segundo colocado, e o gospel, impulsionado pela liderança local no Rio de Janeiro, ocupa o terceiro lugar superando gêneros como MPB, Pagode e Pop Rock.

Fontes dos dados: GRP Música | Kantar IBOPE Media e Crowley | jan-abr/2019 | cobertura: 150 emissoras | 11 regiões metropolitanas Kantar IBOPE media + Distrito Federal + Campinas | segunda a sexta | 7h-19h.
Target Group Index (BR TG 2019 I (2018 1s + 2018 2s) – Filtro: Ouvintes Rádio U30d – Ouviu Música no Rádio U30d
 
 
“Compreender o panorama de consumo de músicas e artistas permite que a indústria de mídia e entretenimento refine a oferta de conteúdos e em seus planejamentos de comunicação e de atuação dos mais diversos artistas”, salienta Eduardo Bonadio, diretor corporativo Brasil da Crowley.
 
Abaixo a tabela com a quantidade de impressões para cada música analisada no período em janeiro a abril de 2019.
Nesse período, o single "Atrasadinha" possuía 486.149.606 milhões de impactos. Em comparação com o clipe oficial no canal do YouTube do artista hoje (19), são 357.534.574 milhões de visualizações.
 
Com isso, podemos inferir que o alcance da música na Rádio possui uma proporção superior, se analisarmos apenas o impacto do clipe oficial do YouTube.
 
 
 
Em tempo, publicamos recentemente aqui no MM uma análise que aponta que o rádio poderá ser mais consumido entre os jovens do que a TV tradicional até 2015. Clique aqui para conferir.
 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.